DEBATE SOBRE TEXTOS SELECIONADOS DE FISIOCRACIA


A fisiocracia foi muito mais do que a primeira escola de pensamento econômico da história. Teoria originada no século XVIII que pretende entender a dinâmica econômica, deixou marcas que reverberam até hoje: da modelagem como forma de investigação ao reflexo do modelo econômico nas políticas públicas. Para resgatar seus principais teóricos, a Editora Unesp lança Fisiocracia: Textos selecionados, com as formulações de Quesnay, Mirabeau, Badeau, Rivière e Dupont, organizada por Leonardo André Paes Müller, que assina a tradução dos textos ao lado de Thiago Vargas.


Palestrantes

Leonardo Paes Müller ‒ Economista (USP), mestre (USP) e doutor em filosofia (USP e Sorbonne), com pós-doutorado (Filosofia-USP). Atualmente é doutorando em Teoria Econômica (Unicamp).

Thiago Vargas ‒ Mestre em Filosofia pela USP e doutor em filosofia pela USP e Paris 1 Panthéon-Sorbonne. Atualmente realiza pós-doutorado na USP (Fapesp). Autor do livro Trabalho e ócio: um estudo sobre a antropologia de Rousseau (Alameda/Fapesp, 2018) e tradutor na coletânea Rousseau – Escritos sobre a política e as artes (Ubu, 2020, org. Pedro Paulo Pimenta).

Debatedores

Pedro Paulo Pimenta ‒ ​​​​​​​Professor livre-docente do Departamento de Filosofia da USP. Graduado em filosofia pela mesma instituição (1994), onde fez mestrado (1997) e doutorado (2002), ambos sob orientação de Maria Lucia Cacciola. Tornou-se professor nesse Departamento em 2005, e em 2015 adquiriu o título de livre-docente. Realizou estágios de pós-doutorado na Universidade de Paris 1-Sorbonne (2014; 2019) e na Universidade de Edimburgo (2017). Em 2019 tornou-se membro-associado do laboratório Phare (Maison de sciences économiques, Universidade de Paris 1-Sorbonne). Suas pesquisas estão voltadas para o estudo da intersecção entre filosofia, história natural e economia (1749-1859). Traduziu e editou textos desse período, com destaque para escritos de Hume, Smith, Condillac, Diderot, Ferguson e Rousseau.

Maurício Chalfin Coutinho ‒ Professor do Instituto de Economia da UNICAMP. Possui graduação em Ciências Econômicas pela UFRGS (1974), mestrado (1979) e doutorado (1984) em Economia pela Unicamp, livre-docência (1991) Unicamp; pós-doutorado na Universidade de Londres (1994-95). Atua na área de História do Pensamento Econômico, com pesquisas nos últimos 15 anos envolvendo a formação da economia monetária nos séculos XVII e XVIII, Adam Smith e liberalismo econômico, pensamento econômico luso-brasileiro no final do período colonial e no Primeiro Império, pensamento econômico de Celso Furtado.


Data e horário
9 de abril, sexta-feira, às 14h

Inscrição prévia
http://filosofia.fflch.usp.br/eventos/5500
O acesso à sala e transmissão será enviado aos inscritos no dia do evento. 

Promoção
Associação Brasileira de Estudos do Século XVIII (ABES 18), Departamento de Filosofia da FFLCH-USP, Editora Unesp, Laboratório Imaginação Econômica, Projeto Temático Fapesp “Poder, conflito e democracia”.