Editora Fiocruz participa da I Feira do Livro da Unesp com lançamentos

Os títulos mais recentes da Editora Fiocruz poderão ser adquiridos pela metade do preço de capa na 1ª Feira do Livro da Unesp. São 15 títulos com os mais variados temas e abordagens em saúde pública (veja lista completa aqui).

Em saúde mental, os destaques são “Anatomia de uma Epidemia: pílulas mágicas, drogas psiquiátricas e o aumento assombroso da doença mental”, de Robert Whitaker, e “Saúde Mental para a Atenção Básica”, de Nina Soalheiro (org.).

Duas coletâneas discutem a questão da violência e seus impactos na saúde: “Violências e Vulnerabilidades nos Desenhos Infantis”, organizada por Simone Gonçalves de Assis e Joviana Quintes Avanci, e “Novas e Velhas Faces da Violência no Século XXI”, com organização de Maria Cecília de Souza Minayo e Simone Gonçalves de Assis.

Já na coletânea “Diplomacia em Saúde e Saúde Global: perspectivas latino-americanas”, de Paulo Marchiori Buss e Sebastián Tobar (orgs.), os autores procuram explicar a saúde no cenário global; o que a molda social e economicamente; como o global dialoga com o regional e o local; como a governança global exerce impacto sobre a saúde; como transcorre a governança da saúde global; e que papel desempenha a diplomacia aplicada em prol de uma situação de saúde mais equitativa.

A coleção História e Saúde está representada por “Modernizar a Ordem em Nome da Saúde: a São Paulo de militares, pobres e escravos (1805-1840)”, de Rafael Mantovani, e “Assistência a Alienados na Cidade do Rio de Janeiro (1852-1930)”, de William Vaz de Oliveira. Também com enfoque histórico, destaca-se “Em Busca do Brasil: Edgard Roquette-Pinto e o retrato antropológico brasileiro (1905-1935)”, de Vanderlei Sebastião de Souza. Já a coletânea “Saúde e Educação, um encontro plural”, de Liane Maria Bertucci, André Mota e Lilia Blima Schraiber (orgs.), reúne estudos com diferentes enfoques teóricos produzidos por historiadores, educadores, médicos e cientistas sociais.

Muitos outros assuntos são discutidos nos lançamentos da Editora Fiocruz. Em “Do Socialismo à Democracia”, André Vianna Dantas analisa com profundidade teórico-política, e fundamento na crítica da economia política, o projeto da Reforma Sanitária desde a sua constituição, em meados dos anos 1970, até a atualidade. O processo de construção de instituições ligadas à gestão da água no Brasil é analisado em “Autoridade Prática”, de Rebecca Neaera Abers e Margaret E. Keck (orgs.).

Com abordagem interdisciplinar, Cláudio Tadeu Daniel-Ribeiro e Yuri Chaves Martins, em “Imagens, Micróbios e Espelhos: os sistemas imune e nervoso e nossa relação com o ambiente”, tratam de paradigmas, protoideias, estilos de pensamento, pensamentos coletivos e revoluções científicas, promovendo debates sobre diversos temas de diferentes campos do conhecimento. Enquanto Rogério Miranda Gomes, em “Humanização e Desumanização no Trabalho em Saúde”, convida a refletir sobre qual é o objeto do trabalho em saúde

Completam a lista duas obras que são frutos de um projeto cujo objetivo é subsidiar o planejamento estratégico da saúde – “Brasil Saúde Amanhã: complexo econômico-industrial da saúde” e “Brasil Saúde Amanhã: dimensões para o planejamento da atenção à saúde”.


Mais informações sobre os livros da Editora Fiocruz:

www.fiocruz.br/editora | imprensaeditora@fiocruz.br | 21-3882-9041  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *